Poupança

Como reduzir as suas despesas mensais com luz e gás no Mercado Livre de Energia


Até há relativamente pouco tempo, sempre que se pensava em fornecedores de Electricidade e Gás, pensava-se automaticamente nos nomes EDP e Galp. Com a recente liberalização do mercado das energias, não só dispomos agora de uma rede alargada de fornecedores, mas também da possibilidade de optar pelo que mais se adequa às nossas necessidades e ao nosso orçamento.

Mercado livre: o que é e o que mudou?

A liberalização do mercado não é mais do que a possibilidade de vários operadores poderem concorrer livremente no mesmo setor, neste caso, o das energias. Os consumidores podem agora escolher o seu fornecedor de electricidade ou gás, tendo em conta diversos factores, benefícios e descontos.

Se dantes (e até há pouco tempo atrás) tinha apenas a EDP como empresa de referência no sector da electricidade, agora poderá escolher outra como fornecedora desta fonte de energia, da mesma forma que dispõe de várias operadoras de telecomunicações – por exemplo – para escolher a mais vantajosa para o seu caso.

Quais são os principais fornecedores de electricidade e gás em Portugal?

Actualmente, já pode contar com uma boa oferta de fornecedores. Esta lista engloba os principais em atuação no mercado livre.

Empresas fornecedoras de electricidade:

  • EDP
  • Goldenergy
  • Galp
  • Iberdrola
  • Ylce
  • Alfa
  • Energia Simples
  • Logica Energy
  • Endesa
  • Luzboa
  • Luzigás
  • Elusa
  • Hen
  • ENAT
  • PT Live
  • Rolearviva
  • Audax
  • Ecochoice
  • JafPlus

Empresas fornecedoras de gás natural:

  • Goldenergy
  • Galp Energy
  • EDP
  • Endesa

Como mudar de fornecedor de energia

Como já vimos neste artigo, o processo de escolha de um fornecedor de energia eléctrica ou de gás natural não deverá ser muito diferente da escolha de outro tipo de fornecedor. Neste caso, a ter em conta estão os seguintes factores:

  • Preços
  • Periodicidade de faturação
  • Condições e modos de pagamento
  • Serviços adicionais relacionados com o fornecimento
  • Condições gerais e particulares dos contratos
  • Duração mínima e condições de denúncia dos contratos, incluindo eventuais penalizações.

Vejamos que em que passos consiste a mudança de fornecedor de energia:

  1. Descubra quais são as principais empresas fornecedoras de energia em Portugal (ver tabela acima);
  2. Informe-se acerca das condições e propostas de cada uma até encontrar a mais vantajosa para o seu caso. Adicionalmente pode também procurar um simulador de preços online. Recomendamos o da Deco Proteste ou o da ERSE (Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos).
  3. Entre em contacto com o fornecedor que escolheu e celebre o contrato. Se tiver contrato com outra empresa, a nova fornecedora tratará de mudança de comercializador por si.

De acordo com o simulador da Deco Proteste estes foram os fornecedores recomendados para uma família de três ou mais elementos a viver no distrito de Lisboa com um consumo intensivo de electricidade e de gás natural. Por consumo intensivo – no caso da electricidade – compreende-se o uso diário das máquinas de lavar roupa e loiça, dois ou mais televisores, forno eléctrico para cozinhar regularmente e ar condicionado. No caso do gás, o uso intensivo deste caso refere-se à preparação diária de refeições, água quente para mais de dois duches diários e o uso pontual de aquecimento central.

 

Empresa Serviço Potência a contratar (electricidade) Consumo m³ (gás natural) Qualidade Global Tarifa Preço/ano
Galp On Electricidade e Gás Natural 6,9 kVA 320 m³ 54 simples € 1.214,15
Goldenergy + Galp On Electricidade e Gás Natural 6,9 kVA 320 m³ 42 bi-horária € 1.208,32
Goldenergy + Lisboagás Electricidade e Gás Natural 6,9 kVA 320 m³ 42 bi-horária € 1.222,30
Endesa Electricidade e Gás Natural 6,9 kVA 320 m³ 51 bi-horária € 1.225,55
Goldenergy + Cliente (electricidade simples  + gás natural) Electricidade e Gás Natural 6,9 kVA 320 m³ 49 simples € 1.226,31

Durante a fase de procura pelo fornecedor de energia mais adequado à sua vida pessoal e financeira, tenha também em conta os preços sobre os quais incidem os descontos anunciados e em que componentes da fatura. Deverá tentar perceber se o preço base é ou não mais alto do que os valores praticados por outras empresas concorrentes.

Evite também optar por uma empresa que lhe oferece promoções que, a longo prazo, não o beneficiam. Algumas empresas oferecem, por exemplo, promoções e descontos que limitam o acesso às tarifas bi ou tri-horárias. Este deverá ser, para si, outro ponto a considerar quando fizer a sua escolha.

Perguntas e respostas rápidas

  • Quanto tempo demora até estar concluída a mudança de comercializador?

Caso não seja necessária a actuação no local de consumo, a mudança estará concluída num prazo máximo de três semanas.

  • Há algum custo envolvido na mudança de fornecedora de energia?

Não. A mudança de comercializador em si é gratuita e não requer a troca de contador nem a interrupção de fornecimento.

  • Posso ficar sem fornecimento de electricidade ou de gás natural ao mudar de fornecedor?

Não. Após a denúncia do contrato, só haverá interrupção no caso de não ser celebrado novo contrato de fornecimento de electricidade ou de gás natural.

  • É obrigatório mudar de comercializador? Até quando posso fazê-lo?

Segundo a ERSE, “os consumidores de electricidade e de gás natural dispõem de um período transitório durante o qual devem mudar para um comercializador que atue em regime de mercado. Na electricidade, esse período termina em 31 de dezembro de 2020 e no gás natural em 31 de dezembro de 2017. Até ao fim dos períodos transitórios, os clientes que não transitarem para o mercado, continuarão a ser abastecidos por um comercializador de último recurso (ex.: EDP Serviço Universal; Lisboagás; Setgás, Duriensegas, etc.) e são aplicáveis as tarifas transitórias aprovadas pela ERSE.”

 

Mudar de fornecedor de energia trar-lhe-à várias vantagens, nomeadamente uma redução das suas despesas fixas e um maior controlo dos seus consumos energéticos. Ao comunicar mensalmente as leituras dos contadores para os contactos gratuitos do(s) seu(s) fornecedor(es) evitará viver de estimativas, consequentemente evitando também flutuações entre faturas e ganhando um maior controlo sobre o seu orçamento mensal.

Pondere bem as alternativas, compare preços, ofertas e veja as suas despesas facilmente reduzidas.

Sobre o autor

Catarina Alves de Sousa

Formada em Comunicação, Cultura e Jornalismo, co-fundadora dos projectos Bloggers Camp e do Blogging for a Cause. Autora do blog Joan of July e autora do livro “Licenciei-me… e agora?”

Deixe o seu comentário:

SIMULE JÁ O SEU CRÉDITO COM A NOSSA AJUDA!