Investir Poupança

O que fazer às suas poupanças na reforma?

viver reformado
Written by A Carteira

Está prestes a reformar-se e quer saber o que fazer às suas poupanças? Está reformado e tem medo de perder o seu dinheiro? Neste artigo damos-lhe algumas dicas para a gestão das suas poupanças na reforma.

Não corra a resgatar o seu PPR

Este é um dos grandes erros de muitas pessoas. Ao entrarem na reforma vão a correr e resgatam todo o dinheiro que têm nos seus PPR. Isto é um erro porque:

  • Pagam muitos impostos;
  • Deixam de rentabilizar as suas poupanças;
  • Ficam com o dinheiro disponível para gastar.

Por que não manter o dinheiro investido e a render juros enquanto não precisa dele? É certo que o dinheiro poupado para a reforma é para ser usado nessa altura. No entanto, poderá ir resgatando progressivamente o que precisa, quando precisa.

Cuidado com os riscos que corre

Dizem as boas práticas da gestão de poupanças que devemos adequar o risco que corremos ao prazo do investimento. Quer isto dizer que se somos jovens temos tempo e espaço para assumir riscos. Se somos menos jovens devemos reduzir o risco da nossa carteira, de modo a evitar perder o dinheiro e não ter tempo para recuperar.

Se está já na reforma deverá reduzir os riscos que corre. É certo que muitas pessoas ainda vão viver 10, 15 ou mais anos na reforma, tempo que justifica ainda assumir algum risco. No entanto, poderá manter parte do dinheiro investido em risco e resgatar outra parte para produtos com menos risco (PPR com capital garantido ou depósitos a prazo interessantes).

Mantenha uma postura de poupança

Não é porque temos dinheiro disponível que devemos gastar todo o dinheiro. É certo que não vamos com o dinheiro para o cemitério e também é certo que se temos a possibilidade devemos usar o dinheiro para o nosso prazer. Talvez para viajar. Para estudar. Para fazermos o que nos dá prazer. No entanto, temos de considerar que podemos viver mais anos ou que podemos precisar do dinheiro para tratamentos de saúde ou afins. Logo, devemos ter alguma prudência e manter dinheiro poupado para estas emergências.

Aproveite bem o seu tempo

Uma última dica que pode ser interessante passa por aproveitar parte do tempo disponível para procurar a eficiência financeira. Quando na reforma temos mais tempo para comparar preços, para negociar com os bancos e com as seguradoras e para procurar a informação para beneficiar de descontos, como sendo tarifas mais interessantes nos transportes ou outros serviços.

O tempo na reforma deve ser tempo para fazermos o que queremos e com a segurança e conforto financeiro que merecemos. Para tal, deveremos preparar-nos atempadamente (saiba quanto vai receber de pensão) e depois… aproveitar a vida.

Sobre o autor

A Carteira

A Carteira é constituída por uma equipa de profissionais com muita experiência no setor financeiro. A nossa missão é ajudar as famílias a ter uma melhor relação com o dinheiro. Acreditamos que é possível poupar dinheiro, investir tempo e dinheiro na melhoria das nossas condições de vida. E estamos cá para ajudar com os conteúdos para que possa tomar as melhores decisões financeiras.

Deixe o seu comentário: