Poupança

Porque pagar comissões de transferências bancárias?

poupar dinheiro nas comissões
Written by A Carteira

No passado muitos consideravam que os bancos tinham a faca e o queijo na mão. Talvez por se criarem relações de dependência ou as tantas porque existia uma diferença muito grande em termos de informação. Atualmente as coisas mudaram. Estamos tão dependentes dos bancos como eles estão de nós e a internet e portais como a carteira vieram resolver o problema da informação. Neste artigo vamos falar-lhe do disparate que é continuar a pagar comissões associadas à gestão da sua conta no dia-a-dia.

Porque é que os bancos cobram comissões?

Depois de muitas decisões erradas, nomeadamente no que toca à concessão de crédito, os bancos viram-se confrontados com a necessidade de obter remuneração. Aos atuais níveis de taxas de juro os bancos têm dificuldade em ganhar dinheiro com a diferença entre o que pagam nos seus depósitos a prazo (que é zero, salvo honrosas exceções como o caso do Banco BNI Europa, o Banco Best ou o Banco BIG, por exemplo) e os juros que cobram nos seus empréstimos.

Tendo esta dificuldade e tendo a necessidade de suportar encargos elevados, como sendo os custos com recursos humanos (agora percebemos o porque de tantas notícias de despedimentos, num movimento que irá continuar nos próximos anos), os custos com a regulação e os custos com infraestruturas informáticas, os bancos são obrigados a aumentar as comissões que cobram aos seus clientes.

É legítimo cobrar estas comissões?

A resposta é positiva. Os bancos têm toda a legitimidade em cobrar comissões de manutenção, comissões de transferências e comissões pela custódia do periquito. E têm esta legitimidade porque os seus serviços têm um custo (menos a custódia do periquito) e porque os acionistas querem obter um retorno. É também legítimo porque os bancos não prendem os seus clientes (menos no caso do crédito habitação, situação em que devia ser proibido alterar comissões durante a duração do contrato) e porque há alternativas que podem ser exploradas.

É inteligente cobrar estas comissões?

Sendo legítimo mas existindo concorrência que pode captar alguns clientes, resta saber se é inteligente cobrar estas comissões. E a resposta pode ser dada em dois momentos:

  • Curto prazo – No curto prazo a subida de comissões gera um movimento de indignação e de procura por alternativas (por exemplo, na Carteira quando há anúncios de subidas de comissões temos um pico nos nossos artigos que falam de como poupar nas comissões bancárias). No entanto, os bancos jogam com a inércia. Muitas pessoas não querem ter o trabalho para poupar dinheiro (e depois queixam-se) ou então estão presas pelo crédito habitação (altura em que podem avaliar a lógica de o transferir para outro banco).
  • Médio/Longo Prazo – Em prazos mais alargados este movimento de subida de comissões e a má publicidade que induz irá reforçar o declínio de quota de mercado dos bancos tradicionais. Com o surgimento de bancos concorrentes mais agressivos e com uma oferta focada na simplicidade e corte de custos bem como com o surgimento das chamadas fintechs, a banca tradicional irá reduzir o seu peso no mercado e perder clientes…

O que fazer para poupar dinheiro?

A resposta é simples. Procurar alternativas. A Reorganiza fez um estudo do melhor banco para a sua conta à ordem e dá-lhe a resposta. Aqui podemos antecipar que os melhores bancos são aqueles com estruturas de custos mais limpas e com menos historial de oferta de crédito (com isso conseguem ter menos encargos com o crédito malparado). O destaque vai para o Banco CTT, o Banco BNI Europa e o Banco BIG.

Sobre o autor

A Carteira

A Carteira é constituída por uma equipa de profissionais com muita experiência no setor financeiro. A nossa missão é ajudar as famílias a ter uma melhor relação com o dinheiro. Acreditamos que é possível poupar dinheiro, investir tempo e dinheiro na melhoria das nossas condições de vida. E estamos cá para ajudar com os conteúdos para que possa tomar as melhores decisões financeiras.

1 Comentário

Deixe o seu comentário:

NOS


<%-- negocios e empreendedorismo --%> Blogs do Ano - Nomeado Negócios e Empreendedorismo