Crédito

Vale a pena fazer um crédito consolidado?

credito consolidado
Written by A Carteira

O crédito consolidado é uma solução financeira que pode ser muito interessante. No entanto, quando mal utilizado, pode trazer alguns perigos. Neste artigo vamos procurar responder à pergunta se vale ou não a pena fazer um crédito consolidado.

Quais as suas necessidades?

O primeiro passo neste processo é perceber quais as suas necessidades. Está a avaliar a consolidação dos seus empréstimos por que motivos? Para poupar dinheiro todos os meses? Para libertar liquidez para fazer outros projetos? Ou para otimizar os seus créditos e poupar dinheiro ao longo de todo o contrato? Estas e outras perguntas serão fundamentais para que perceba se vale a pena avançar com o processo.

A escolha a fazer

Depois de respondidas as perguntas, percebemos que existem algumas estratégias de consolidação:

  • Reduzir ao máximo a prestação;
  • Otimizar ao máximo o contrato de crédito.

Reduzir ao máximo a prestação com créditos

Para muitas famílias esta é a solução procurada. Procuram o crédito consolidado para reduzir as suas prestações mensais e, com isso, libertar espaço no orçamento familiar. O importante a definir é o que fazer ao espaço que libertamos no orçamento, pois o que faremos ao dinheiro fará toda a diferença no nosso sucesso financeiro. Se usarmos o dinheiro para fazer face a despesas essenciais, o crédito consolidado pode ser positivo. Se aproveitarmos a redução de custos para gastar e para nos endividarmos ainda mais, então estaremos a entrar numa espiral de endividamento que muito dificilmente conseguiremos contrariar.

Otimizar ao máximo os contratos de crédito

Uma solução alternativa passa por procurar otimizar ao máximo os contratos de crédito. Como sabemos, se procuramos reduzir as prestações podemos fazê-lo por via do aumento do prazo, da redução da taxa de juro ou ambos. Mas sabemos que aumentando o prazo iremos ficar com a dívida durante mais tempo, o que implicará no aumento do montante total imputado ao cliente (o famoso MTIC).

Quem usa o crédito consolidado para otimizar os seus contratos de crédito procura conjugar a redução da taxa de juro com uma escolha adequada do prazo do empréstimo. Podemos ter diversas hipóteses:

  1. Manter a prestação global, o que implicará que vamos beneficiar da redução da taxa de juro e usar a poupança gerada por esta via para liquidar antecipadamente os créditos. Esta é a solução mais eficiente financeiramente;
  2. Reduzir a prestação ao máximo, o que pode implicar no pagamento de mais juros (no caso do crédito consolidado com hipoteca, como a taxa de juro baixa significativamente, podemos mesmo assim poupar);
  3. Optar por uma prestação intermédia, para termos mais flexibilidade na gestão do nosso orçamento mensal. Neste caso, poderemos usar alguma liquidez que vamos gerando ao longo do mês para fazer amortizações pontuais dos nossos créditos.

Então, vale ou não a pena fazer um crédito consolidado?

Vale sempre a pena avaliar a poupança que podemos ter com o crédito consolidado. Use o simulador de crédito consolidado, algo que ajudará a tomar decisões mais informadas sobre as suas potencialidades. No entanto, deveremos considerar de antemão que teremos de ter muita disciplina para não cair em novas tentações de consumo. É certo que para muitas famílias esta pode ser a única solução para se manterem à tona, mas mesmo nesses casos deverão pensar nesta boa solução como algo que lhes pode mudar a vida. E mudar de vida.

Sobre o autor

A Carteira

A Carteira é constituída por uma equipa de profissionais com muita experiência no setor financeiro. A nossa missão é ajudar as famílias a ter uma melhor relação com o dinheiro. Acreditamos que é possível poupar dinheiro, investir tempo e dinheiro na melhoria das nossas condições de vida. E estamos cá para ajudar com os conteúdos para que possa tomar as melhores decisões financeiras.

Deixe o seu comentário: