Poupança

7 sugestões para poupar dinheiro nas redes sociais

Actualmente é tão frequente falar-se das desvantagens das redes sociais como dos seus benefícios. Neste artigo focamo-nos no lado bom destas plataformas digitais e apontamos algumas formas de poupar (e até ganhar) mais dinheiro tirando partido delas.

1. Vender o que já não usa e comprar em segunda mão

Se gostaria de ou se tem por hábito vender artigos que já não usa, já não precisa de abdicar de dias inteiros em feiras de artigos usados.. Hoje em dia, basta fotografar os artigos que pretende vender e colocá-los na internet. Se tem muitos seguidores no Instagram, pode utilizar a funcionalidade das stories para mostrar as peças em questão, por exemplo. Já no Facebook, existem vários grupos dedicados exclusivamente à troca e/ou venda de artigos. Há grupos mais gerais e outros mais específicos; para venda e troca de bilhetes ou para venda e compra de material fotográfico em segunda mão, por exemplo.

2. Participar em passatempos

Estar nas redes sociais também implica estar atento a passatempos. É muito frequente algumas marcas e empresas lançarem passatempos de cinema e de fotografia, por exemplo, mas se é fã de blogs, também poderá participar em vários passatempos e giveaways organizados pelos autores dos blogs que segue. Siga também as suas marcas favoritas no Instagram e no Facebook para aumentar as suas hipóteses de ganhar os passatempos que vão tendo.

3. Conhecer os melhores descontos e cupões

Se antigamente descobria que existiam descontos e promoções nos supermercados ou nos seus restaurantes favoritos em publicidade de rua, em folhetos ou na televisão, hoje em dia eles chegam primeiro às redes sociais. Ao seguir as suas marcas e restaurantes favoritos, estará sempre informado acerca dos melhores preços e oportunidades para poupar dinheiro a fazer (ou a comer) as suas coisas favoritas.

4. Conhecer os eventos grátis na sua cidade

Existem inúmeros sites que partilham diariamente eventos grátis a acontecer em muitas cidades portuguesas. Há, por exemplo, a conhecida Agenda Cultural Lisboa e a conta de Instagram da revista TimeOut. No caso da última, se a própria revista é já uma boa fonte de ideias de eventos grátis e low-cost para fazer nos tempos de lazer, o Instagram é uma forma mais imediata (e grátis) de nos mantermos informados acerca desses mesmos eventos. Também saberá sempre quando é que a nova edição da revista TimeOut já estará nas bancas, de forma a poder comprá-la (por cerca de 2€) e ter acesso não só às dicas, mas também aos cupões e descontos que traz – frequentemente – no seu interior.

5. Potenciar campanhas de Crowdfunding

Se tem um projeto que precisa de financiamento, saiba que pode tirar partido das campanhas de crowdfunding, mas também potenciá-las graças às redes sociais.

Existem várias plataformas de Crowdfunding online que ajudam quem tem negócios ou um objetivo cuja concretização depende de financiamento. Porém, estas campanhas de crowdfunding dependem da comunidade de cada site onde são feitas, pelo que pode (e deve) sempre recorrer à comunidade nos seus perfis das redes sociais para aumentar o alcance das suas campanhas. É mais fácil contar com o apoio de pessoas que conhecemos e nos conhecem (ou ao nosso trabalho) do que com o de desconhecidos, e as redes sociais podem ajudá-lo imenso a angariar mais investimento nos seus negócios e projetos.

Incentive os seus seguidores e investidores a usarem uma hashtag criada de propósito para a sua campanha de crowdfunding. Isso vai ajudá-lo a acompanhar o que está a ser dito sobre a mesma nas redes sociais e vai ajudar outras pessoas a descobri-la e a angariar novos apoios.

6. Colecionar ideias DIY

No que diz respeito a ideias, nada iguala as redes sociais, uma fonte praticamente inesgotável de inspiração. Um bom exemplo disso é o Pinterest. Nesta rede social pode reunir toda a inspiração que quiser, em forma de imagem, em pastas dedicadas aos temas que bem entender. Uma categoria que vinga muito no Pinterest é a DIY (do it yourself), ou melhor, projetos para fazer pelas próprias mãos e a custo (quase) nulo.

Experimente procurar por decoração ou por ideias DIY para festas infantis e vai perceber o quão rico é o Pinterest em ideias que o vão ajudar a fazer sucesso e…  a poupar muito dinheiro.

7. Promover o seu negócio de forma barata (ou grátis)

Promover uma empresa, projeto ou negócio online já não é uma novidade, mas a verdade é que as redes sociais que permitem promover e publicar anúncios estão sempre a atualizar os seus algoritmos e funcionalidades, pelo que convém estar sempre atento a possíveis alterações. Se nunca utilizou as redes sociais para essa finalidade, não deixe de experimentar. Mais que os antigos meios de publicidade, as redes sociais permitem chegar a mais pessoas e chegar mesmo a interagir com os seus clientes ou possíveis clientes.

Mesmo que não queira ou possa investir em publicidade nas redes sociais, só o facto de cultivar lá a presença da sua marca poderá atrair mais clientes e, consequentemente, mais vendas e lucro.

Exemplo da presença no Instagram da marca portuguesa de joalharia Jaybee Jewelry

Como vê, estas dicas pensadas para o ajudar a poupar ou a ganhar mais dinheiro são muito fáceis de colocar em prática. Se passa algum tempo nas redes sociais e as utiliza como fonte de entretenimento, porque não pô-las também a trabalhar para aumentar a sua poupança?

Sobre o autor

Catarina Alves de Sousa

Formada em Comunicação, Cultura e Jornalismo, co-fundadora dos projectos Bloggers Camp e do Blogging for a Cause. Autora do blog Joan of July e autora do livro “Licenciei-me… e agora?”

Deixe o seu comentário:



<%-- negocios e empreendedorismo --%> Blogs do Ano - Nomeado Negócios e Empreendedorismo