Crédito Poupança Seguros

Seguro de Vida de Crédito Habitação – Será Que Tem De Manter No Seu Banco?

habitação
Written by A Carteira

Nos últimos anos banalizou-se a sensação de que somos obrigados a fazer e a manter o seguro de vida do crédito habitação junto do banco onde fazemos este crédito. Mas será que é mesmo assim? Neste artigo damos-lhe a resposta e dizemos-lhe como pode poupar muito dinheiro.

A Lei Existe Para Impossibilitar Abusos

Não se preocupe que não vamos falar jurisdiquês. Mas damos-lhe a conhecer o artigo 97 do Decreto-Lei 72/2008 que em poucas palavras nos diz que:

O tomador do seguro pode celebrar um contrato de seguro com outro segurador, mantendo as mesmas condições da garantia, sem que o credor tenha de consentir.

 

Esta informação é muito útil pois os bancos costumam utilizar o desconhecimento e o medo para impossibilitar que os seus clientes mudem de seguro. Na prática, o banco não pode colocar entraves à mudança mas o cliente deve respeitar o período legal de denúncia de contrato que normalmente é de 30 dias antes do pagamento do prémio (que costuma ser mensal).

O Banco Pode Subir O Spread?

O banco não pode impedi-lo de mudar de seguradora. No entanto, é fundamental que analise a escritura do seu crédito habitação e veja se o banco que concedeu algum desconto no spread em troca da contratação do seguro de vida (ou de outro produto). Dependendo da antiguidade do contrato e dependendo do credor, as consequências de mudança poderão ser mais ou menos penalizadoras. De notar, no entanto, que tipicamente a poupança que obtém ao mudar o seu seguro de vida para outra seguradora é muito superior ao agravamento nos juros.

Então Por Que Mudar De Seguro De Vida?

A resposta é muito simples: para poupar muito dinheiro. E o motivo é também muito simples. No momento de contratação de um crédito habitação, os clientes bancários não costumam olhar para os custos associados a outros produtos. Só olham para o spread do crédito, o que faz com que os bancos apresentem prémios de seguro que podem ser até três a quatro vezes superiores aos valores de mercado.

Como poderá existir a subida do spread, a resposta à pergunta “será que vale a pena mudar o seguro de vida” consiste em comparar o impacto do agravamento do spread com a poupança associada à mudança do seguro para outra seguradora. Aliás, esta poupança será tanto maior quanto maior for o montante em dívida e a idade dos clientes. Chegamos a ver vários casos em que o cliente paga mais de seguro de vida do que de prestação com o seu crédito. Aqui sugerimos sempre que simule o seu caso e que veja quanto pode poupar no seguro de vida.

E Se Não Compensar Mudar De Seguro De Vida?

Pode acontecer que paga muito no seu seguro de vida mas que o agravamento no crédito habitação é demasiado elevado. Nestas alturas o que sugerimos é que analise o valor do seu spread. Com a concorrência no crédito habitação é possível transferir o seu crédito habitação para outro banco e baixar o seu spread, ao mesmo tempo que negoceia todos os restantes produtos associados.

Sobre o autor

A Carteira

Deixe o seu comentário:

NOS


<%-- negocios e empreendedorismo --%> Blogs do Ano - Nomeado Negócios e Empreendedorismo