Crédito Seguros

É possível transferir o seguro de vida sem um agravamento do spread?

seguros de vida associados ao crédito habitação
Written by A Carteira

SEGUROS DE VIDA ASSOCIADOS AO CRÉDITO HABITAÇÃO

Na tentativa de poupar dinheiro todas as despesas podem (e devem) ser analisadas. Uma fonte de grande desperdício todos os meses tem sido o custo expressivo dos seguros de vida associados ao crédito habitação. Neste artigo deixamos-lhe algumas dicas de Sérgio Nunes, o Diretor-Geral da APRIL Portugal.

A lei está do seu lado – é possível transferir o seu seguro!

A transferência do seguro de vida de crédito habitação é algo que é possível e tem duas grandes motivações: a redução do preço (muitas vezes a principal) e o aumento das coberturas (muitas pessoas têm as coberturas desajustadas às suas necessidades).

Sérgio Nunes diz-nos que a transferência do seguro de vida “é possível por lei. Nenhum banco pode impedir a transferência para uma seguradora que não seja a seguradora recomendada pelo banco”.

Quais devem ser as preocupações do consumidor de seguro de vida?

Quando analisamos a transferência do seguro de vida associado ao seu crédito habitação é necessário fazer algumas contas. Na realidade, se os bancos não podem impedir a transferência podem colocar entraves e eventualmente reduzir as bonificações. Assim, deveremos considerar dois momentos:

  • Hipotecas efetuadas antes de 2009, onde havia uma menor preocupação da banca em identificar a bonificação por produto – o que dá mais liberdade ao cliente para mudar sem agravamento.
  • Hipotecas após esta alteração legislativa – A banca já teve mais cuidado em identificar a venda cruzada por produto. O consumidor deve assim fazer a comparação com todas as variáveis e fazer as suas contas.

Como perceber se a mudança do seguro faz ou não faz sentido?

A transferência do seu seguro de vida deverá ter em consideração alguns fatores. Não deverá ser apenas motivada por questões financeiras de curto prazo, devendo, também, ter em conta as coberturas e eventuais serviços adicionais. Assim, para fazer as suas contas deverá considerar:

  1. Spread que tem atualmente e eventual penalização por mudança do seguro;
  2. Custo com os seguros e respetivas coberturas;
  3. Evolução do prémio do seguro ao longo da vida de todo o contrato.

A conta depois é simples. Deverá comparar a redução do prémio do seguro com o eventual agravamento da prestação por via do aumento do spread. Tenha em atenção que o agravamento não é garantido e que é muitas vezes possível evita-lo com a contratação de outro produto.

Combata a inércia!

Um dos grandes entraves à poupança é a inércia. Quando falamos dos seguros de vida associados ao crédito habitação vamos para o processo com algumas ideias pré-concebidas, nomeadamente:

  • Não é possível – Vimos acima que é possível, basta querer;
  • Vamos ter penalização no spread – Nem sempre irá acontecer e mesmo que aconteça a poupança justifica na maioria das vezes;
  • Burocracia – Mudar de seguradora é muito simples e tem o mediador e a companhia de seguros do seu lado.

Os mediadores de seguros e as companhias de seguros têm todo o interesse em apoiar a sua transferência de seguro de vida. É o seu negócio e são remunerados por isso. Assim, existe toda uma equipa de profissionais e de serviços jurídicos que dão todo o apoio em todo o processo. A sua preocupação é agilizar o processo e permitir ao cliente poupar dinheiro, não só no primeiro ano mas ao longo da duração de todo o contrato.

Como começar a poupar dinheiro no seguro de vida?

Sérgio Nunes recomenda que “as pessoas façam comparações. Comparem a projeção do seguro da banca atualmente com a projeção de uma seguradora como a APRIL e verão que a poupança é expressiva”.

O primeiro passo consiste, assim, em perceber quanto está a pagar e quais são as coberturas que tem atualmente. Depois, preencher o simulador de seguro de vida ou consultar a oferta das seguradoras no mercado. Depois é fazer contas.

Um alerta para o futuro…

Ao olhar para a sua prestação deverá ter em conta não só o valor associado ao crédito mas também  todos os custos associados. Deverá ainda perceber que o valor atual da prestação ligado ao crédito dificilmente se irá manter, uma vez que se estima que as taxas de juro venham a subir muito em breve. Assim, “o único ganho (ou poupança) possível será através da mudança do seguro de vida risco associado ao crédito habitação”.

Como atuar?

Se quer poupar dinheiro com o seu crédito habitação deverá vencer a inércia que afeta a todos. O melhor de todo este processo é que tem quem faça todo o trabalho por si sem que tenha qualquer custo associado. Toda a burocracia fica do lado do mediador, pelo que sugerimos que preencha o formulário de contacto. Se tiver atualmente um spread superior a 2% pode também ser recomendável a transferência do crédito habitação para outra instituição financeira.

""
1
Peça uma simulação grátis e sem compromisso
Nome e Apelido
Telefone
Código Postal
Valor do financiamento
Previous
Next
FormCraft - WordPress form builder

Outros artigos d’A Carteira sobre seguros de vida associados ao crédito habitação:

Quer baixar as despesas mensais com o Crédito Habitação?
Seguro de Vida de Crédito Habitação – Será Que Tem De Manter No Seu Banco?
Como Transferir O Seguro de Vida Do Seu Crédito Habitação?

Sobre o autor

A Carteira

A Carteira é constituída por uma equipa de profissionais com muita experiência no setor financeiro. A nossa missão é ajudar as famílias a ter uma melhor relação com o dinheiro. Acreditamos que é possível poupar dinheiro, investir tempo e dinheiro na melhoria das nossas condições de vida. E estamos cá para ajudar com os conteúdos para que possa tomar as melhores decisões financeiras.

Deixe o seu comentário:



<%-- negocios e empreendedorismo --%> Blogs do Ano - Nomeado Negócios e Empreendedorismo