Reforma

Como promover a poupança em Portugal

Mota Soares
Written by A Carteira

Numa economia com baixo rendimento disponível e numa altura em que temos de nos ajustar a viver com um nível mais reduzido, poupar dinheiro é uma dificuldade acrescida. No entanto, Pedro Mota Soares refere-nos duas ideias que podem ser interessantes para promover a poupança em Portugal

Dar Informação!

O grande objetivo da Carteira é dar informação para que consiga melhorar a sua vida financeira. E esta também é uma ideia de base que está sempre presenta na entrevista que fizemos ao anterior ministro da Segurança Social.

Pedro Mota Soares refere a extrema importância de informar os portugueses. Ciente da importância da informação para que se tomem decisões mais livres, defende que devemos criar estratégias para que os portugueses consigam tomar decisões mais informadas e com isso optarem por deixar de consumir hoje (uma parte) para consumirem no futuro.

Uma estratégia de poupança à Inglesa

Na entrevista, Pedro Mota Soares dá-nos o exemplo de Inglaterra. Refere que quando um trabalhador entra no mercado de trabalho é logo inscrito num esquema de contribuição adicional alternativa ao sistema público. Aí, caso o trabalhador não queira descontar mais tem de dizer expressamente que quer sair do sistema.

Este esquema beneficia de duas ideias fundamentais na economia comportamental:

  • Inércia – Quando assumimos determinada situação é mais difícil abandona-la. A inércia pode ser nossa inimiga mas no caso da poupança pode ser muito útil. Assim, se tivermos de fazer alguma coisa para deixar de poupar o mais provável é que não o façamos.
  • Efeito manada – Gostamos de estar acompanhados. Gostamos de fazer parte do grupo. E não gostamos de ser excluídos. Ao ter de dizer que quer sair irá estar a abandonar o grupo. Irá ter de assumir explicitamente que quer sair do grupo e que não quer poupar. Que não é prioridade poupar. E aqui, por comparação social, com grande probabilidade irá manter-se no esquema.

Em Portugal, se queremos poupar mais, temos de fazer o contrário. Temos de dizer que queremos subscrever determinado fundo de pensões, seja na forma de PPR ou de seguro financeiro. Aqui a inércia joga ao contrário. Podemos ter muito boas intenções mas como temos de trabalhar… ficamo-nos pelas intenções!

Sobre o autor

A Carteira

A Carteira é constituída por uma equipa de profissionais com muita experiência no setor financeiro. A nossa missão é ajudar as famílias a ter uma melhor relação com o dinheiro. Acreditamos que é possível poupar dinheiro, investir tempo e dinheiro na melhoria das nossas condições de vida. E estamos cá para ajudar com os conteúdos para que possa tomar as melhores decisões financeiras.

Deixe o seu comentário:



<%-- negocios e empreendedorismo --%> Blogs do Ano - Nomeado Negócios e Empreendedorismo